Lideranças políticas do Estado lamentam morte de Dona Raimunda, ocorrida na noite desta quarta-feira, 7, em São Miguel, no Bico do Papagaio.

Confira as notas:

Governador Mauro Carlesse

Com muito pesar, recebi a notícia da morte de Raimunda Gomes da Silva, carinhosamente conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco, na noite desta quarta-feira, 7. O Estado do Tocantins perde uma de suas maiores líderes. Dona Raimunda construiu uma extensa folha de serviços ao nosso Estado e ao Brasil, por desenvolver um importante serviço comunitário e também como trabalhadora rural e ativista de destaque nacional, que por sua atuação recebeu, entre outros, o prêmio Bertha Luz, concedido pelo Senado Federal. Dona Raimunda Foi uma das fundadoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), criado em 1991 e atuante nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.

__________________________________________

Vice-governador Wanderlei Barbosa

Foi com muita tristeza que recebi na noite desta quarta-feira, 7, a notícia da morte da grande líder comunitária e ativista política, Dona Raimunda Gomes da Silva, “Raimunda Quebradeira de Coco”, como era conhecida, que morre aos 78 anos no Bico do Papagaio.

Dona Raimunda foi uma das fundadoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), que surgiu em 1991 e atuante no Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.

O Estado do Tocantins perde uma das maiores referências cultural brasileira, que será sempre lembrada pela sua incansável luta em favor principalmente das mulheres tocantinenses pelo direito à terra e o acesso livre aos babaçuais.

Dona Raimunda foi homenageada com o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Tocantins e prêmios como o Diploma Mulher-Cidadã Guilhermina Ribeira da Silva na Assembleia Legislativa do Tocantins e o Diploma Bertha Lutz no Senado Federal.

Neste momento de dor, externo meus sinceros sentimentos a toda família e rogo a Deus o consolo aos familiares, admiradores e amigos. Que o amor de Jesus Cristo preencha o vazio que esta perda deixa em todos os corações.

________________________________

Sisepe
O Tocantins perdeu uma grande líder, Raimunda Gomes da Silva, conhecida como dona Raimunda Quebradeira de Coco, que lutou desde a década de 1970 pelos direitos das quebradeiras de coco e contras as injustiças cometidas no Bico do Papagaio. 
 
Dona Raimunda fundou no início de 1990 a Associação Regional das Mulheres Trabalhadoras Rurais do Bico do Papagaio (Asmubip), para ampliar a articulação das quebradeiras, ela foi uma das mentoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), com atuação nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.
 
Dona Raimunda recebeu o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Tocantins e prêmios como o Diploma Mulher-Cidadã Guilhermina Ribeira da Silva da Assembleia Legislativa do Tocantins) e o Diploma Bertha Lutz do Senado concedido quem teve relevante contribuição na defesa dos direitos da mulher e questões de gênero. Em 2005, integrou a lista mundial das mil mulheres que concorreram ao prêmio Nobel da Paz.
 
O SISEPE-TO lamenta pelo seu falecimento e se solidariza pelos seus familiares e amigos. Dona Raimundo partiu aos 78 anos e deixou um grande legado aos tocantinenses e aos brasileiros.
________________________

Cinthia Ribeiro, prefeita de Palmas

O Tocantins perdeu hoje uma das lideranças sociais e ativista política mais expressiva da sua história. Dona Raimunda Gomes da Silva parte neste 7 de novembro, mas deixa para todos nós, um legado de vida incontestável. Defensora incansável das direitos das mulheres quebradeiras de coco do Bico do Papagaio, D. Raimunda utilizou-se do seu reconhecimento político para dar voz e valor às causas dos extrativistas da Amazônia. Sua dedicação à um mundo mais justo e igualitário será referência para as gerações futuras. Sua simplicidade e dedicação ao próximo é um exemplo que nos inspira.Sou solidária a todos àqueles que sofrem a sua perda. Que Deus console sua família, seus amigos e admiradores e a receba em sua morada. Meu respeito e admiração, D. Raimunda. Descanse em paz!

_____________________________

Senadora Kátia Abreu

Nesse momento de luto e de dor, rogo ao nosso amado e eterno Deus que console os corações dos familiares, amigos e de todos os tocantinenses que certamente sentem esse momento de perda. Com imensa tristeza, lamento o falecimento de Dona Raimunda Quebradeira de Coco, ocorrido na noite desta quarta-feira, 07, no Assentamento Sete Barracas, no Bico do Papagaio. Dona Raimunda sempre será um ícone no ativismo do Estado do Tocantins, atuando na defesa dos direitos das mulheres quebradeiras de coco. Sua garra, luta e determinação serão lembradas por todos os tocantinenses. Sua força inspira um Tocantins melhor a cada dia. Aos familiares, minhas sinceras condolências.

_____________________________

Eduardo Gomes, senador

eleito O Tocantins perdeu um de seus símbolos de resistência e ativismo social, com o falecimento de Dona Raimunda Gomes da Silva , a Dona Raimunda Quebradeira de Coco, na noite desta quarta-feira, 7 de novembro de 2018. Expressamos nossos sentimentos de pesar àqueles que reconhecem o seu trabalho como líder de um expressivo movimento camponês, aos amigos e familiares. Que Deus a conforte em sua Santa Morada. Donizeti Nogueira, liderança petista Hoje acordei com meu coração ferido, como deve estar ferido o coração de muitas mulheres e homens, sobretudo, as quebradeiras de coco do nosso Brasil. Por que ontem a noite a Dra Honoris Causa da UFT, Raimunda quebradeira de coco, herdeira de muitas lutas e guerreira singular de muitas batalha em defesa dos pequenos e de nosso país, partiu. Agora, todos nós os seus amigos e companheiros estão se sentindo órfãos e entristecidos Mas, certamente, não esquecido de seus ensinamentos e exemplo de resistência. Aqui, quero manifestar os meus sentimentos e pedir, nesta hora de grande tristeza, que Deus conforte o Companheiro Antonio Cipriano, seu esposo e todos os seu familiares.

_____________________________

Dulce Miranda, deputada federal

Nossos corações ficaram tristes essa noite com a notícia do falecimento da querida amiga Dona Raimunda, quebradeira de côco, ocorrido nesta quarta-feira, 07. Pessoa que deixará saudades. Uma referência de luta, honradez e amor. Uma mulher que não se abateu pelas dificuldades da vida e seguiu construindo uma história de determinação, a qual fica para nós como ensinamento de vida. Vamos nos valer agora das lembranças de bate papo quando compartilhamos muitos risos, conversas sinceras e carinho. Agradeço à Deus por essa amizade.Rezo pelo conforto dos familiares e pelo descanso eterno de Dona Raimunda, que ela descanse em paz.

____________________________

Vicentinho Júnior, deputado federal e família

Perdemos uma grande mulher nesta noite de quarta – feira, 7, Raimunda Gomes da Silva, conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Um referencial como ser humano e para a luta dos povos e comunidades tradicionais, uma trabalhadora rural, líder comunitária e ativista política de destaque nacional. Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestado ao nosso Estado do Tocantins.

____________________________

Nilton Franco, deputado estadual

É com enorme pesar que recebemos a notícia da morte de Dona Raimunda, quebradeira de côco, ela que se destacou e se tornou conhecida por sua forte atuação como líder e mulher quebradeira de côco do Bico do Papagaio, fez história, cravou seu nome na militância nacional pelos direitos das mulheres trabalhadoras agrárias, deixou um legado de luta, força e respeito. Dona Raimunda foi um exemplo de mulher brasileira grande, à frente de seu tempo, que rompeu barreiras, dificuldades e escassez de oportunidades, ela se foi, mas sua luta continuará viva.

____________________________

Deputado Vilmar, ​Presidente do Solidariedade Tocantins

O Tocantins está em luto pela perda da líder comunitária Raimunda Quebradeira, ocorrida na noite desta quarta, 7, em sua residência, no povoado Sete Barracas, em São Miguel do Tocantins. Seu indiscutível legado de luta pela valorização das quebradeiras na região Norte do Tocantins não será esquecido. Sua bandeira em defesa dos segmentos extrativistas, especialmente das mulheres quebradeiras de coco, renderam-lhe reconhecimento e principalmente visibilidade e reconhecimento ao segmento. Aos familiares e amigos que sofrem hoje sua falta, estendemos o nosso desejo de conforto do céu, única fonte de refrigério neste momento.

_______________________

Amália Santana, deputada estadual

Foi com muita tristeza que recebi a notícia da morte da Dona Raimunda, a Quebradeira de Coco, uma das maiores lideranças políticas do nosso Tocantins. Seu ativismo serve de modelo e inspiração para a sociedade. Neste momento de dor e pesar, deixo meus sinceros sentimentos aos seus familiares, aos seus amigos e a toda a sociedade tocantinense. Que Deus possa confortar os corações de todos.

_________________________

Paulo Mourão, deputado estadual

O Brasil e o Tocantins perdem hoje uma das grandes referências brasileiras na luta pelos direitos das mulheres trabalhadoras do campo, a nossa amiga e companheira Raimunda Gomes da Silva, a Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Ela que graças ao seu ativismo e liderança, se tornou símbolo em defesa das mulheres quebradeiras de coco, na região do Bico do Papagaio, norte do Tocantins. Tive a honra de conhecer de perto essa grande mulher de alma bondosa. Uma guerreira leal, que ousou sonhar e lutar, abrindo mão de viver sua vida para trabalhar com determinação em defesa do direito ao homem e à mulher do campo de ter um pedaço de terra para viver com dignidade e respeito. A vida de Dona Raimunda foi marcada pela persistência em construir uma sociedade mais justa e fraterna. Teve seu trabalho reconhecido pelo mundo, viajou vários países e foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz. Lamentamos a sua partida e só temos a agradecer o apoio que sempre recebemos de Dona Raimunda, do seu esposo Cipriano e toda a sua família. Seu exemplo e sua força, jamais morrerão. Sua luta torna-se um legado precioso com o qual nos comprometemos honrar e preservar, de modo que seu exemplo de dedicação continue inspirando pessoas. Dona Raimunda ficará em nossos corações. Neste momento de angústia e dor, deixo meus sinceros sentimentos de pesar aos familiares e amigos de Dona Raimunda, que Deus possa confortar os corações de todos.

________________________________

Osires Damaso, deputado estadual

O deputado estadual Osires Damaso, manifesta profundo pesar pelo falecimento, nesta quarta-feira, 7, da Dona Raimunda Gomes da Silva, conhecida como “Raimunda Quebradeira de Coco”, uma grande líder comunitária em Povoado de São Miguel do Tocantins, região do Bico do Papagaio. “Hoje o Tocantins perdeu uma das grandes líderes comunitárias, trabalhadora rural e ativista política. E neste momento doloroso, quero externar meus sentimentos e solidarizar-me com os familiares. Rogo ao Pai para que conforte os corações diante desta perda irreparável”.

 

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.