Aconteceu na noite desta quarta-feira, 07, o II Seminário Internacional de Polícia Comunitária do Tocantins, no Auditório do Palácio Araguaia. A iniciativa surgiu após um Acordo de Cooperação Técnica em 2015 entre o Estado do Tocantins, a Secretária Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Japan Internacional Cooperation Agency (Jica), propondo difundir e aplicar a experiência japonesa no policiamento comunitário tocantinense.

Desta maneira, visa proporcionar capacitação, orientação e discussão sobre a temática proposta com o foco na instigação das práticas e ações preventivas, além do estímulo a uma participação social consolidada numa gestão de parceria entre comunidade, forças de segurança pública e poder público municipal.

A deputada estadual, Valderez Castelo Branco, compôs o palco de honra representando a presidente da Assembleia Legislativa, Luana Ribeiro. Na sua fala, a parlamentar destacou que muitas injustiças deixam de ser cometidas a partir da ação da polícia comunitária que, próxima à comunidade, amplia o papel das forças de segurança. “Parabenizo a Polícia Militar pelo evento e, em nome da presidência da Assembleia Legislativa, nós nos colocamos à disposição para colaborar como for preciso”, declarou.

Também participaram da solenidade o Defensor Público Geral do Estado, Murilo da Costa Machado, o Corregedor Geral do Ministério Público, João Rodrigues, o Subsecretário de Segurança Pública, Wlademir Costa Mota Oliveira, o Comandante Geral da Polícia Militar do Tocantins, Coronel Jaizon Barbosa, o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, Reginaldo Lembrando da Silva e o Coordenador da Agência de Cooperação Internacional do Japão, Nobuyuki Kimura.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.