Fernanda Lima no programa ‘Amor & Sexo’. (Foto: Reprodução / Globo)

O programa “Amor & Sexo” desta semana assumiu mais uma vez um tom panfletário e deu voz à discurso dos movimentos de esquerda nesta terça-feira (6). A apresentadora Fernanda Lima já havia usado e abusado dessa estratégia no primeiro programa desta temporada, exibido no início do mês passado.

O bordão “ele não”, lema de uma campanha nacional contra Jair Bolsonaro, foi ouvido repetidas vezes. A rejeição do público foi evidente, com uma das menores audiências da rede Globo no ano.

No episódio de ontem, Fernanda Lima fez um novo discurso, onde deu a entender que é preciso “sabotar” o novo governo, repetindo clichês conhecidos.

“Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão… homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Prepara-se, porque essa luta não tem volta. Bora sabotar tudo isso?”, sentenciou.

A reação nas redes sociais foi grande, com muita gente questionando a necessidade desse tipo de acusações infundadas, falando em “tirania” logo após uma eleição que seguiu os trâmites eleitorais normais.

Muita gente também lembrou que Fernanda vive nos Estados Unidos, é casada com um homem e tem dois filhos, no melhor estilo “família tradicional”. (Jarbas Aragão/Gospelprime)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.